Capa

Dobradinha brasileira no alto do pódio do Norte-Americano de Star 2022

Proeiro Pedro Trouche fatura título ao lado de Jack Jennings (EUA) em Annapolis. Medalhista olímpico Bruno Prada fica em segundo com o timoneiro Augie Diaz

18.06.2022  |  555 visualizações

O Brasil subiu no lugar mais alto do pódio do Norte-Americano de Star, tradicional competição da modalidade, disputada no Annapolis Yacht Club, em Maryland, nos Estados Unidos. Com o adiamento das regatas deste sábado (18), a dupla Jack Jennings (EUA) e Pedro Trouche ficou com a medalha de ouro após cinco provas disputadas e apenas nove pontos perdidos.

Em segundo ficou cubano naturalizado norte-americano Augie Diaz ao lado do medalhista olímpico Bruno Prada, com 16 pontos perdidos. O bronze ficou com a tripulação local formada por George Szabo e Guy Avellon, com 17.

O Norte-Americano de Star foi marcado por ventos acima da média em Maryland, o que resultou na não realização das regatas de abertura, na quarta-feira (15) e agora nas finais do sábado. A comissão só conseguiu promover cinco e os campeões Jack Jennings e Pedro Trouche ficaram entre os três primeiros em quatro delas. Com a entrada do descarte e o cancelamento da última prova, a dupla levou a conquista pela primeira vez.

''Muito feliz em ganhar o Norte-Americano e principalmente com a parceria do Jack Jennings. Agora é só comemorar o resultado, minhas duas estrelinhas de prata'', disse Pedro 'Bolder' Trouche.

A dupla Jack Jennings e Pedro Trouche chegou mais cedo aos Estados Unidos para treinar na raia de Annapolis. A semana foi pesada de treinos e competições, mas valeu a pena ao final. ''Fizemos um bom trabalho, principalmente uma preparação bastante dura. O Pedro fez um grande trabalho, era o que eu esperava'', contou Jack Jennings. 

A fase de Pedro Trouche em 2022 é a melhor de sua carreira. Em abril, o velejador de Niterói (RJ) ganhou o Brasileiro de Finn em São Paulo (SP). No mês passado, também na capital paulista, fez a proa de Juninho de Jesus na conquista do Campeonato Paulista de Star. A agenda do atleta é cheia com participações em várias regatas de oceano no hemisfério norte.

O Campeonato Norte-Americano de Star contou com 33 barcos e quatro velejadores do Brasil. Além de Pedro Trouche e Bruno Prada, o Norte-Americano de Star teve a presença do campeão mundial Samuel Gonçalves ao lado Shane Zwingelberg (EUA) na nona posição. O argentino radicado no Brasil Manolo Bunge e o local Ken Woods ficaram em 22º.

Brasileiros como Joerg Bruder, em 1971, e Gastão Brun, em 1990, já ganharam o evento como timoneiros. O último a vencer antes de Pedro Trouche foi Henry Boening, na proa de Augie Diaz, em 2019. 

O evento foi preparatório para o 100º Mundial de Star, que será realizado em setembro, em Marblehead, nos EUA.

Resultados finais -- https://yachtscoring.com/event_results_cumulative.cfm?eID=14894

--

Entre em contato com a equipe On Board Sports:

Flavio Perez

flavio@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net

+55 11 99949-8035

www.onboardsports.net

 

 

Leia também...
15.06.2022

Tradicional competição da classe Star terá quatro proeiros do chamado Brazilian Storm nesta semana

29.05.2022

Dupla campeã mundial confirma favoritismo na Represa do Guarapiranga em São Paulo (SP)

28.05.2022

Lars Grael e Guilherme de Almeida agora tem concorrência direta pelo título de Marcelo Fuchs e Arthur Lopes

27.05.2022

Yacht Club Santo Amaro - YCSA, em São Paulo (SP), recebe tradicional evento da vela brasileira