Capa

Geral

NFTs de futebol prometem ser a nova febre da Internet no Brasil

Especialistas em cripto jogos apostam em projetos como o Meta Soccer para jovens investidores

17.01.2022  |  524 visualizações

Os jogos de futebol virtuais são verdadeiras febres em todas as idades! Do início da série Fifa Soccer nos anos 90 nos videogames e PCs, passando pela simples timeline do Elifoot, e nos sistemas mais trabalhados como Football Manager, e atualmente com o fantasy  Cartola, milhões de dólares são investidos em desenvolvimento, atualização e marketing para que cada vez mais usuários.

O Meta Soccer já movimenta milhões de dólares antes mesmo de ser lançado e promete unir propriedades lucrativas no universo do futebol, só que agora como os chamados NFTs - não fungíveis tokens. O jogo é desenvolvido do sistema Play To Earn (jogue para lucrar) e coloca o usuário como um grande treinador, gestor esportivo ou dono de clube. Tudo isso investindo dinheiro - ou criptomoedas - em busca de valorização futura!

O jogo será lançado no segundo semestre de 2022 e o ganês Thomas Teye Partey foi o primeiro jogador profissional a fazer parte do Meta Soccer. O meio-campista atua no Arsenal, da Inglaterra.

As formas de ganho no jogo Meta Soccer são vencendo partidas, terminando as temporadas em boas colocações, vendendo e emprestando jogadores, comissões de futuras vendas, vendendo ingressos, alugando estádio, vendendo olheiros, apostas e popularidade do time.

''O Meta Soccer é um jogo de administração de clube onde você pode ser ou o técnico ou o dono, jogo é inspirado no Brasfoot e no Football Manager e vai fazer parte da rede Polygon ( Matic). No jogo você vai poder enfrentar tanto a máquina quanto players de verdade, projeto vai ter sua última pré venda agora em janeiro'', explicou Andrey Donnerstag, especialista em criptogames da NFT Team Brasil.

Os desenvolvedores do Meta Soccer esperam criar o 'Axie Infinity' do futebol. O jogo citado é uma fantasia envolvendo peixes que se transformou no maior e mais comercializado da blockchain, sendo até transformado em profissão em países da Ásia.

''O legal das NFTs desse jogo é que elas terão durabilidade, pois os jogadores vão se aposentar! O projeto tem uma 'road map' (plano de negócios) muito extensa e ambiciosa querendo futuramente fazer até lives de apostas sobre os jogos''.

As movimentações financeiras do Meta Soccer serão feitas na rede Polygon, da rede Ethereum, a fim de evitar grandes taxações. A moeda do jogo é a $MSU e custa na pré-venda R$ 0,60. Até agora já foram feitas três pré- vendas, sendo as duas primeiras por aproximadamente R$ 750, a terceira por R$2.500 e ainda terá mais uma que será de R$3.000 por token. 

''É um projeto muito ambicioso em relação às atualizações e parece que vai ser enorme, se o jogo conseguir engrenar com muitos players, provavelmente será impossível dar errado'', completou Andrey Donnerstag, que cita o NF11 como outra opção de jogo para futebol, esse bem menos comercializado em forma de tokens.

Atualmente, equipes de futebol já comercializam suas NFTs. O Corinthians, por exemplo, disponibiliza na plataforma da Sorare os cards digitais colecionáveis NFT dos jogadores do futebol profissional do clube. Estes cards digitais são criptocartões com preços definidos de acordo com a identidade e disponibilidade. 

NFT é a sigla para token não fungível, é uma de moeda especial, diferente das criptomoedas como o próprio Bitcoin. As NFTs não são mutuamente intercambiáveis, são como obras de arte ou objetos raros. Algumas são até vendidas por milhões de dólares.

Entre em contato com a equipe On Board Sports:
Flavio Perez
flavio@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net
+55 11 99949-8035
🔛 www.onboardsports.net

Leia também...
14.05.2022

Equipes de vela oceânica fizeram uma regata-treino em Santos (SP) neste fim de semana

23.04.2022

Barco Delta 32 de Vitor Moita participa do Ubatuba Sailing Festival

28.03.2022

Dupla Carlos Dohnert Gustavo Kunze conquista o título da competição disputada na Baía de Guanabara

27.03.2022

Velejadores de 120 barcos estiveram na regata de vela oceânica de Angra dos Reis (RJ), uma das que mais cresce no cenário nacional