Capa

Sul-Americano de Star

Sul-Americano da classe Star terá duelo entre campeões mundiais em Ilhabela (SP)

Robert Scheidt, Jorge Zarif, Guilherme de Almeida e Samuel Gonçalves estão na lista de confirmados para as regatas de 12 a 14 de novembro

03.11.2021  |  661 visualizações

As regatas do Campeonato Sul-Americano de Star 2021 prometem ser bastante disputadas levando em conta os nomes e os rankings dos velejadores confirmados para o evento, que será de 12 a 15 de novembro, no Yacht Club de Ilhabela (YCI), no litoral norte de São Paulo. O bicampeão olímpico e campeão mundial Robert Scheidt é o maior nome da competição e que terá como proeiro o experiente Ubiratan Matos.

O ídolo do esporte olímpico do País terá pela frente adversários de alto nível, como o também campeão mundial de Star Jorge Zarif, que nesta edição correrá ao lado de Arthur Lopes. A constelação de velejadores terá ainda os proeiros campeões mundiais como Guilherme de Almeida e Samuel Gonçalves, que estarão ao lado de Juninho de Jesus e Pedro Lodovici, respectivamente.

Robert Scheidt, que venceu as edições de 2006 e 2018 do Sul-Americano terá ao seu lado pela primeira vez o proeiro Ubiratan Matos. ''Nunca velejamos juntos e teremos alguns dias antes do Sul-Americano para nos entrosar, acertar as manobras e regular o barco. Entro na disputa sem grandes cobranças e espero aproveitar ao máximo a competição'', disse o medalhista olímpico na Star em Pequim 2008 e Londres 2012.

Os atletas devem treinar no Canal de São Sebastião nos próximos dias antes das regatas oficiais. E como evento-teste, a Escola de Vela BL3, também em Ilhabela (SP), sedia o Campeonato Paulista, nos dias 6 e 7 de novembro. 

51ª edição

O Campeonato Sul-Americano de Star é realizado desde 1952 e as regatas de Ilhabela (SP) marcam a edição número 51 da tradicional competição. Os vencedores podem usar em suas velas a estrela de prata.

E por falar em campeões, os mais vitoriosos são Lars Grael, Torben Grael e Dingo Schoonmaker (EUA), todos com 5 títulos. A família Grael tem ao todo 11 conquistas sul-americanas da classe Star 

''Desde de 1952, a classe Star e o campeonato sul-americano reúnem grandes nomes da vela brasileira e mundial. O evento não é apenas continental, mas conta com velejadores de todo mundo'', disse Lars Grael. O atual tricampeão brasileiro não disputará a competição deste ano por causa de uma lesão. 

''A classe Star sempre preservou sua internacionalidade. Muitos brasileiros foram campeões europeus ou de eventos do Hemisfério Norte. E quando uma dupla fora da América do Sul vem ao Brasil e ganha a competição, com muito mérito o título fica para o país ganhador'', completou Lars Grael.

O alemão radicado no Brasil Walter von Hütschler na década de 60, assim como o norte-americano Dingo Schoonmaker, nas décadas de 60 e 70 venceram o evento. Outros 'gringos' que se deram bem no continente foram Robert Lippincott (EUA), Mark Reynolds (EUA), Flavio Marazzi (Suíça), Enrico Di Maria (Suíça), Thubert Merkelbach (Alemanha) e Markus Koy (Alemanha).

No ano passado, o evento não foi realizado em função da COVID-19. Os atuais campeões são o norte-americano Tomás Hornos e o brasileiro Pedro Trouche, que venceram em Buenos Aires, na Argentina, em 2019. 

''Tive a felicidade de ao lado do Tomás Hornos ganhar este mesmo evento em 2019, foi uma conquista muito emocionante pra mim e vou buscar novamente nos próximos anos. Nesta próxima edição não acredito que Marco e eu tenhamos grande chances, mas velejar com amigo também tem seu prazer e vou aproveitar ao máximo os dias de treinos ao lado de Robert Scheidt, Juninho Jesus e Jorge Zarif'', contou Pedro Trouche.

Últimos campeões

2019 - Buenos Aires (Argentina) - Tomás Hornos (EUA) e Pedro Trouche (Brasil)
2018 - Rio de Janeiro (RJ) - Robert Scheidt e Arthur Lopes (Brasil)
2017 - Olivos (Argentina) - Marcelo Bellotti e Maurício Bueno (Brasil)
2016 - Brasília (DF) - Lars Grael e Samuel Gonçalves (Brasil)
2015 - Buenos Aires (Argentina) - Thubert Merkelbach e Markus Koy (Alemanha) 
2014 - Ilhabela (SP) - Lars Grael e Samuel Gonçalves (Brasil)
2013 - San Isidro (Argentina) - Marcelo Fuchs e Ronald Seifert (Brasil)
2012 - Angra dos Reis (RJ) - Marcelo Fuchs e Ronald Seifert (Brasil)
2011 - Buenos Aires (Argentina) - Lars Grael e Ronald Seifert (Brasil)
2010 - Rio de Janeiro (RJ) - Flavio Marazzi e Enrico Di María (Suíça)
2009 - Valparaíso (Chile) - Rodrigo Zuazola e Robert Riegel (Chile)
2008 - Angra dos Reis (RJ) - Lars Grael e Marcelo Jordão (Brasil)
2007 - Mar del Plata (Argentina) - Gastão Brum e Marco Lagoa (Brasil)
2006 - Rio de Janeiro (RJ) - Robert Scheidt e Bruno Prada (Brasil)
2005 - Buenos Aires (Argentina) - Lars Grael e Marco Lagoa (Brasil)
2004 - Rio de Janeiro (RJ) - Torben Grael e Marcelo Ferreira (Brasil)

Duplas confirmadas em Ilhabela (SP)

Robert Scheidt | Ubiratan Matos
Jorge Zarif | Arthur Lopes
André Diomelli | Marcelo Jordão
Juninho Jesus | Guilherme de Almeida
Alessandro Pascolato | Henry Boening
Robert Rittscher | Marcelo Valland
Admar Gonzaga | Ronald Seifert
Alberto Guarischi | Pedro Tinoco
Antonio Moreira | Arcelio Moreira
Henrique Haddad | TBC
Fabiano Vivacqua | Caio Teisen
Daniel De La torre (ARG) | Maurício Bueno
Pedro Lodovici | Samuel Gonçalves
Marco Szili | Pedro Trouche 

O Campeonato Sul-Americano da classe Star 2021 é organizado pelo Yacht Club de Ilhabela em parceria com a Prefeitura de Ilhabela. O patrocínio oficial é da Mitsubishi e o apoio da cervejaria Madalena e Regatta. 

Entre em contato com a equipe On Board Sports:

Flavio Perez

flavio@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net

+55 11 99949-8035

www.onboardsports.net



 

Leia também...
15.11.2021

Em duelo acirrado contra Jorge Zarif e Arthur Lopes, barco de bicampeão olímpico mantém regularidade em Ilhabela (SP)

14.11.2021

Jorge Zarif e Arthur Lopes reagem e disputam o título do Sul-Americano de Star contra Robert Scheidt e Ubiratan Matos

13.11.2021

Dupla formada por Robert Scheidt e Ubiratan Matos venceu uma das regatas deste sábado (13) em Ilhabela

12.11.2021

Competição da classe Star vai até a segunda-feira (15) e é realizada no Yacht Club de Ilhabela (YCI)