Capa

2021 Semana de Vela de Ilhabela

Ginga coloca hegemonia à prova na 48ª Semana Internacional de Vela de Ilhabela

Barco comandado por Breno Chvaicer é hexacampeão na classe HPE na competição, que será realizada entre os dias 23 e 31 de julho no litoral paulista

20.07.2021  |  123 visualizações

Campeão das últimas seis edições da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, o Ginga volta à raia no litoral paulista como favorito na classe HPE. Mas aponta a 48ª edição da competição, entre os dias 24 e 31 de julho, como uma das mais difíceis. A competição reúne os principais nomes da modalidade.

De acordo com o comandante Breno Chvaicer, a equipe do Ginga teve menos oportunidades para treinar, este ano. A ausência de um calendário regular de competições na HPE 25 também pesou.

"Nossa hegemonia, nos últimos anos, é o resultado de muito treino e do empenho dos rapazes de Ilhabela. Temos uma equipe muito entrosada, mas talvez não tenhamos o mesmo preparo que pudemos ter nas outras edições", avalia Breno Chvaicer, que tem na tripulação Vicente Monteiro, Gabriel Silva e Ronyon Silva. "Será uma Semana de Vela muito concorrida, uma disputa bonita. Até porque é uma retomada das competições, e todos os velejadores esperaram muito por isso."

Para esta edição da Semana de Vela em Ilhabela, o barco da equipe passou por alguns ajustes. "Estávamos com o casco 22, que abandonamos em 2018. Pegamos o casco 61, e chegamos a ter alguns problemas com ele, mas agora está tudo pronto para a competição", avisa Breno Chvaicer.

O barco do Ginga, em ação já na edição de 2019 da Semana Internacional de Vela de Ilhabela, marcou a conquista da equipe na Copa Gil Souza Ramos, em 2018, no Rio de Janeiro. O evento final do ranking da HPE 25 ofereceu o barco fabricado pela Rio Star como premiação, a maior da história da vela nacional.

Estreando na HPE 25 em 2019, o Cabron mostrou-se competitivo e ficou com o vice-campeonato da Semana de Vela de Ilhabela, além do terceiro lugar no Brasileiro da classe. Para esta edição, a equipe aposta numa disputa ainda mais acirrada, e com desafios a superar.

"Nosso tático, o Gigante, foi convocado para a Olimpíada de Tóquio, e chamamos um rapaz bem mais novo, o Rafael Krufli, que fará sua estreia na HPE 25. Voltamos a treinar quando confirmaram o retorno da competição, e fomos todos nos entrosando", explica o capitão Demians Pons. Na tripulação, estão ainda Felipe Brito e Eduardo Albuquerque.

Capitão de flotilha da HPE 25, Demians Pons destaca que a classe evolui muito nos últimos anos, com várias tripulações fortes. "A HPE 25 é uma classe muito vibrante, está passando por um momento de retomada na Semana de Vela de Ilhabela, com muitos barcos bons. Será uma disputa de alto nível", aposta.

A disputa da HPE25 contará ainda com os barcos Atrevido, Bloody Bones - Projeto Oceano Solo, Cabron, Jolly Rogers, Magoo, Mussulo, Pé de Vento, Salô, TakeAshauer e Xavante. 

A HPE 25

A HPE 25 segue com uma presença forte na Semana de Vela em Ilhabela. A 48ª edição terá 12 barcos na raia no litoral paulista. Muito procurada pelos velejadores brasileiros, a categoria foi idealizada por Eduardo Souza Ramos e Felipe Furquim.

Após criação do projeto pelo argentino Javier Soto Acebal, a construção do primeiro barco da Classe HPE 25 foi consolidada nas dependências de uma fábrica automobilística no interior de São Paulo.

"Eu queria um barco simples, moderno, veloz, divertido, acessível e versátil. E o HPE 25 superou as minhas expectativas", disse o velejador Eduardo de Souza Ramos ao site oficial da categoria.

FICHA TÉCNICA HPE 25

Comprimento total: 7,62m

Boca máxima: 2,60m

Calado: 1,70m

Área Vélica: 31,34m²

Peso Máximo de Tripulação: 360kg

Projetista: Javier Soto Acebal

Material do Casco: Fibra de vidro

 

De volta às regatas presenciais 

A Semana de Vela de Ilhabela abre com a regata Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil no domingo (25). O maior evento da modalidade da América do Sul vai até o dia 31 de julho e reúne no programa de regatas as categorias mais populares da vela. Entre as classes estão barcos Multicascos, Mini Transat, ORC, RGS, Bico de Proa, Clássicos, C30 e HPE25. 

Durante os dias seguintes, a competição será dividida entre percursos médios e regatas de barla-sota.

A última regata presencial foi realizada em 2019 com mais de 120 veleiros de todo o País e nações vizinhas. O evento em sua versão virtual teve realização do Yacht Club de Ilhabela e organização da Tribu Live Marketing e Full Time Eventos e Turismo.

Leia também...
29.07.2021

Nesta quinta-feira (29), as temperaturas continuaram baixas e a comissão cancelou todas as atividades esportivas no YCI

28.07.2021

Temperatura cai de quase 30º para 14º em Ilhabela (SP) mudando o cenário da tradicional competição de vela oceânica

27.07.2021

Após tradicional regata Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil, competição volta com provas de barla-sota em Ilhabela (SP)

26.07.2021

Regata vela do Amanhã reuniu mais de 40 tripulantes mirins em barcos participantes da Semana de Vela de Ilhabela