Capa

Brasileiro de Triathlon Infantil faz história no fomento à base do esporte

21.11.2022  |    5.445 visualizações

Recorde de quase 400 atletas e alto nível de organização colocaram competição entre as maiores da América Latina para crianças

Um dia para entrar na história. A edição 2022 do Campeonato Brasileiro de Triathlon Infantil e Infanto-Juvenil deu um passo fundamental no fomento à base da modalidade, neste domingo (20). Com recorde absoluto de 380 crianças de 12 estados do País, a competição mostrou um nível de organização só visto nos grandes eventos nacionais e internacionais. E apontou, no pódio, os próximos grandes tantos do esporte no Brasil.

O mar tranquilo e a temperatura em torno dos 24 graus criaram o cenário perfeito para as disputas da criançada, na Praia Mansa de Caiobá, tradicional ponto de provas da modalidade. Divididos em categorias por faixa etária, competidores de 8 a 15 anos enfrentaram percursos de de 100m a 400m de natação, 1,25km a 10km de ciclismo e 500m 2,5km de corrida. Além dos 380 triatletas mirins, um público estimado em 5 mil pessoas, entre familiares e amigos, movimentou a cidade de Matinhos, com sotaques dos quatro cantos do Brasil, do Acre até Santa Catarina.

A segurança foi um dos pontos fortes da competição. Um staff de 140 pessoas, entre salva-vidas, bombeiros, membros do departamento, seguranças, árbitros, treinadores e profissionais técnicos trabalhou no evento. Já no sábado (19), dois triatletas olímpicos fizeram a ambientação da criançada no mar. Armando Barcellos, vice-presidente da Confederação Brasileira de Triathlon, e Juraci Moreira, idealizador da Escolinha de Triathlon Formando Campeões, conversaram com os pequenos e fizeram o último treino para a prova. No domingo (20), seis caiaques, dois barcos e um grupo de dez "anjos", atletas de alto rendimento com capacitação em salvamento aquático, reforçaram o apoio aos triatletinhas na água.

"Ter quase 400 crianças competindo era uma utopia há alguns anos. Essas são as sementes que estamos plantando para colher grandes campeões nos próximos Jogos Olímpicos. O desenvolvimento do triathlon infantil é um dos pilares da Confederação Brasileira de Triathlon", comemorou Armando Barcellos, ex-triatleta olímpico e hoje vice-presidente da CBTri. "A segurança das crianças e a logística na água foi perfeita, não tivemos nenhuma ocorrência. As provas largaram no horário, toda a estrutura funcionou, banheiros, racks de bicicleta, transições. "O nível de organização é resultado da paixão pelo esporte combinada com uma boa gestão. A Federação Paranaense de Triathlon está de parabéns."

 

Trabalho de muitas mãos

A realização do Brasileiro Infantil começou quase um ano antes, com a busca de patrocinadores, reuniões com órgãos públicos, capacitação de profissionais em primeiros socorros e salvamento aquático e montagem de toda a logística para o transporte de atletas, bicicletas e equipamentos. O trabalho reuniu forças do Governo do Estado do Paraná, da Prefeitura de Matinhos, da Prefeitura de Curitiba, da Federação Paranaense e do Instituto Escolinha de Triathlon Formando Campeões.

"O Brasileiro Infantil já é uma das maiores provas da América Latina, entre competições homologadas, com atletas federados, voltada para crianças. Elevamos o nível com relação à organização do evento e conseguimos dar o atendimento necessário para que todas as crianças pudessem completar a sua prova", celebrou João Alberto Mazorca, presidente da Federação Paranaense de Triathlon. "Nossa função é fomentar o esporte, para que o jovem pratique por muitos anos. Fizemos um trabalho a muitas mãos, com meses de planejamento."

O Instituto Escolinha de Triathlon usou a experiência na gestão de 18 núcleos da Escolinha pelo País para ajudar a estruturar o evento. Mais de 20 profissionais do projeto atuaram na prova, no domingo. E 300 alunos de Joinville, Curitiba, Campinas, Itu, Jundiaí e Ceilândia engrossaram a disputa, representando mais da metade dos competidores.

"Nosso objetivo era trazer a todas as crianças e adolescentes a experiência de uma prova com todos os requisitos de um evento de nível mundial na organização. Vimos o brilho no olhar de todas elas. Para a Escolinha de Triathlon, foi uma enorme satisfação proporcionar esse momento a todos", destacou Ricardo Júnior Cardoso, coordenador do projeto.

 

Legado para o triathlon infantil

A participação recorde de quase 400 competidores é um termômetro do interesse dos mais jovens pelo triathlon. E, com a edição 2022 do Brasileiro Infantil, a tendência é ter ainda mais crianças e adolescentes ingressando no esporte. Uma amostra disso é a explosão da procura pela modalidade junto à Escolinha de Triathlon Formando Campeões, já nesta segunda-feira (21).

"É um prazer enorme presenciar um evento tão grande para as crianças. O triathlon Infantil está crescendo muito, e isso mostra o resultado do meu trabalho sendo bem realizado, e o resultado do trabalho também de outras pessoas, outros projetos sociais", apontou Juraci Moreira, idealizador da Escolinha. "A têndência é ter mais crianças do que adultos competindo nas provas, e é isso o que eu quero, colocar mil crianças numa competição. Nós já demos o primeiro passo. Agradeço muito aos patrocinadores, as federações e o staff da Escolinha. Não foi fácil trazer 300 atletas para Caiobá, e todos trabalharam juntos. Esse é o caminho."

 

Resultados

8 a 9 anos masculino
1. Dante Alves Gaspar - 10min41
2. Carlos Eduardo Paisani Peruci - 12min15
3. Arthur Martins Leite - 12min26

8 a 9 anos feminino
1. Dara Graudin Daniel - 12min19
2. Maria Júlia Freitas Schutz - 12min44
3. Isadora Gonçalves Hempel - 13min33

10 a 11 anos masculino
1. Henrique Vieira Karuta - 15min47
2. Davi Eduardo Nardino - 16min12
3. Samuel Costa - 16min27

10 a 11 anos feminino
1. Lara Beatriz Abreu Borges Cunha - 15min56
2. Graziele Tainá Licheski - 17min48
3. Valentina Barbarotto Zanoni - 17min52

12 a 13 anos masculino
1. Alejandro Juanuk - 25min07
2. Arthur de Castro Ribeiro - 25min38
3. Miguel Vieira Ugione - 25min53

12 a 13 anos feminino
1. Ana Cláudia Barros Siqueira - 26min20
2. Ana Júlia Abreu Borges Cunha - 27min42
3. Luísa Vilha Ribas - 29min24

14 a 15 anos masculino
1. Lucas Sobreda Bertoluci - 37min48
2. Marlon Ramos Castro - 41min16
3. Allan Winicios Straube - 41min36

14 a 15 anos feminino
1. Dina Cláudia Barros Siqueira - 43min57
2. Maria Luiza Simão de Oliveira - 47min39
3. Isabela Odevagen Michaliszyn - 47min50

Maior desafio da temporada para as categorias de base da modalidade, o Campeonato Brasileiro de Triathlon Infantil e Infanto-Juvenil conta com a chancela da Confederação Brasileira de Triathlon e realização da Federação Paranaense da modalidade. A organização é da Triativa Eventos, empresa com larga tradição em eventos para triatletas mirins no Paraná. A competição tem ainda o patrocínio da Electrolux, Astra, Japi e Evoe, e o apoio da prefeitura de Matinhos.

Leia também...
17.11.2022

Cerca de 380 crianças de todo o Brasil estão na disputa deste domingo (20) em Caiobá, no litoral paranaense; competição é vitrine do futuro da modalidade

29.04.2020

Prorrogação do cancelamento de competições homologadas