Capa

SSL Gold Cup Vela

Com formato inovador, SSL Gold Cup dá largada e definirá adversários do Brasil

Competição inédita que decidirá qual é a melhor nação do mundo na vela começa nesta semana, com o Qualificatório na Suíça

17.05.2022  |  216 visualizações

A vela mundial vive uma semana histórica. Nesta quinta-feira (19), começa o Qualificatório da primeira edição da SSL Gold Cup, a Copa do Mundo de Nações, idealizada pela Star Sailors League com a participação de alguns dos maiores ídolos da modalidade. O palco das regatas é o Lago Neuchâtel, em Grandson, na Suíça. 

O campeonato terá um formato inovador para a vela, uma vez que levará ao público um sistema de eliminatórias parecido com o da Copa do Mundo de futebol da FIFA. A intenção é proporcionar mais visibilidade e emoção ao esporte.

Diferentemente do que ocorre nos Jogos Olímpicos, em que a medal race (regata da medalha) premia o barco mais regular levando em conta os resultados das regatas anteriores, vencerá a SSL Gold Cup a equipe que correr mais rápido na hora da decisão. Os países serão eliminados fase a fase até a Grande Final, com apenas quatro seleções.

O evento reunirá grandes destaques das mais diversas classes da vela, com homens e mulheres a bordo em busca das estratégias ideais. No ano passado, o Brasil ficou em segundo lugar no evento teste da SSL Gold Cup, atrás apenas da Croácia. O pódio teve ainda a Hungria, com o bronze. 

O Brasil vai para a disputa com um elenco de peso e ficará de olho na definição de seus adversários. O SSL Team Brazil conquistou a classificação direta para as oitavas de final por ter ficado entre os 25 melhores do ranking da SSL até a data limite do corte, em janeiro. A equipe verde e amarela já sabe que terá a Polônia como rival na chave.

Confira os países em disputa no Qualificatório da SSL Gold Cup em: https://goldcup.starsailors.com/schedule/

Os mata-matas estão previstos para o período entre 8 e 11 de novembro. A grande decisão será no dia 20 de novembro. A primeira fase conta com 32 países, que estão divididos em oito grupos. Ao todo, a competição reúne 56 embarcações de modelo SSL47. 

Elenco de respeito!

Assim como no futebol, cada time contará com 11 atletas. A bordo do SSL Team Brazil estarão as bicampeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze, ao lado de Henrique Haddad, Gabriel Borges, Henry Boening, Juninho de Jesus, Joca Signorini, Alfredo Rovere e Mário Trindade. Eles serão liderados pelo multicampeão Robert Scheidt, dono de cinco medalhas olímpicas e capitão da equipe. 

O CEO do SSL Team Brazil é Bruno Prada, que tem duas medalhas olímpicas ao lado de Scheidt na classe Star: uma prata em Pequim 2008 e um bronze em Londres 2012. 

Os velejadores brasileiros vivem grande fase em campeonatos pelo Brasil e pelo mundo. Nesta semana, Robert Scheidt conquistou o ouro na Europa Cup de Laser, no Lago di Garda, na Itália, e garantiu seu 183º título.

Martine Grael e Kahena Kunze, que estão na Europa para uma fase de treinamentos na classe 49erFX com foco na campanha para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, brilharam na Semana Olímpica de Hyères, em abril, com a medalha de ouro. 

No último fim de semana, começou mais uma edição do Campeonato Paulista de Star, em São Paulo, com dois nomes do SSL Team Brazil nas cabeças. Juninho de Jesus lidera a disputa, ao lado do proeiro Pedro Trouche, enquanto Henry Boening, o Maguila, aparece em segundo, na companhia de Alessandro Pascolato. 

Henrique Haddad é o atual campeão do VII Distrito da classe Star, evento que volta a ser realizado no fim de maio, em São Paulo (SP). Mário Trindade, mais novo integrante da Seleção Brasileira, vem embalado na classe J70 nos Estados Unidos. 

O SSL Team Brazil

1 – Alfredo Rovere – proa

2 – Martine Grael – estratégia & grinder

3 – Henry Boening ‘Maguila’ – Grinder

4 – Kahena Kunze – segundo trimmer e grinder

6 – Juninho de Jesus – pit & runners

7 – Gabriel Borges – trimmer & jib/gennaker

8 – Mário Trindade: trimmer & grande/trav

9 – Joca Signorini – tática e grinder

10 – Robert Scheidt – timoneiro

20 – Henrique Haddad (Giga) – tripulante, coach e observador.

CEO: Bruno Prada

Confira o ranking completo em https://www.starsailors.com/ranking.

Sobre a SSL Gold Cup

A SSL Gold Cup reunirá 56 nações entre os membros da World Sailing para coroar a melhor nação da vela a cada dois anos. Em um esporte mecânico em que a corrida pela tecnologia pode atrapalhar a corrida pela glória, a SSL busca uma competição igualitária, em que o talento dos velejadores está na vanguarda, e os campeões se tornam heróis inspiradores de novas gerações. A SSL é um evento especial da World Sailing desde 2017.

Como na Copa do Mundo de futebol, as primeiras rodadas de qualificação selecionam os times que avançam para as fases eliminatórias. Todas as regatas são disputadas com flotilhas de quatro barcos em cada, até as quartas de final. As equipes serão colocadas em chaves, com os oito primeiros colocados garantidos nas quartas-de-final.

Duas flotilhas de quatro competem nas quartas-de-final para selecionar as quatro equipes que participam da única regata da Grande Final. O vencedor da Grande Final será coroado como a Melhor Nação da Vela. A SSL criou um formato inovador. E os fogos de artifício ao final do evento prometem dar um desfecho dramático para esta incrível competição global.

Mais informações em https://goldcup.starsailors.com/

Entre em contato com a equipe On Board Sports:

Flavio Perez

flavio@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net

+55 11 99949-8035

www.onboardsports.net

 
Leia também...
13.06.2022

Evento no Museu Olímpico em Lausanne, na Suíça, marcou o ponta pé inicial da Copa do Mundo da Vela

12.06.2022

Com desempenho perfeito nas últimas regatas, os peruanos liderados por Stefano Peschiera venceram a chave sul-americana da SSL Gold Cup. Entre os europeus, Portugal e República Tcheca também avançaram

11.06.2022

Juiz internacional de vela Ricardo Navarro preside o Comitê de Regatas da SSL Gold Cup. Qualificatória para as finais no Bahrein ocorrem na Suíça

10.06.2022

Evento qualificatório para a Copa do Mundo de Vela no Bahrein é disputado no Lago Neuchâtel, em Grandson, na Suíça