Capa

Ingo Hoffman Instituto

Em clima de Natal, música e teatro de bonecos encerram o ano no Instituto Ingo Hoffmann

Apresentações encantaram crianças e adultos nesta quinta-feira (10), fechando as atividades do projeto Famílias do Instituto em Ação Cultura

11.12.2020  |  425 visualizações

Um espetáculo em dose dupla deu às crianças e familiares abrigados no Instituto Ingo Hoffmann um fim de tarde memorável. Nesta quinta-feira (10), a banda Brasil Ragtime Trio trouxe muito foxtrote para animar desde os adultos até os mais novos. E a peça Em Busca da Paz, arrancou risadas e reflexão da plateia, com seu teatro de bonecos.

Os dois espetáculos fecharam as atividades do projeto Famílias do Instituto em Ação Cultura, neste ano. O objetivo do projeto é oferecer mais conforto, bem-estar e momentos de alegria para as crianças e seus familiares, no difícil período do tratamento de câncer.

Foxtrote para crianças e adultos

A proposta do Brasil Ragtime Trio é mostrar as músicas dançantes da era de ouro do rádio em Nova Iorque, quando os artistas se apresentavam ao vivo com seus instrumentos nos estúdios. O trio formado por Luca Alves na guitarra e banjo, Caio Caria no piano e Rafel Peregrino no xilofone apostou num repertório de foxtrotes.

O ritmo foi muito famoso nos Estados Unidos e chegou aos brasileiros décadas mais tarde, por meio das novelas. Por isso, mexeu com a memória afetiva das famílias no Instituto Ingo Hoffmann. Mas também ganhou fãs entre as crianças, pela presença do xilofone no palco. O instrumento é bem conhecido entre os pequenos, que têm oficinas de musicalização infantil na instituição em Campinas. Além disso, o xilofone tem um som relacionado à comédia, já que era muito utilizado em circos e peças cômicas de teatro.

"É a primeira vez que tocamos no Instituto Ingo Hoffmann, e foi uma experiência incrível pra gente. Olhando para os pais e para as crianças, a gente via como eles se divertiam com o foxtrote, com as músicas dançantes. Foi uma experiência bem única pra nós, e queremos vir outras vezes, vale muito a pena", celebrou Rafael Pelegrino.

Teatro de bonecos para rir e refletir

A peça "Em busca da paz" apresentou ao público Ig e Ego, vilões que representam a ignorância e o egoísmo e estão ameaçando a humanidade. É quando um super-herói aparece para mostrar quais os superpoderes que podem derrotá-los. Além de arrancar risadas de crianças e adultos, com muita interação, o espetáculo também trouxe uma reflexão sobre valores e como o amor e a bondade podem salvar a humanidade. A apresentação, uma criação da ULI Produções Artísticas, comandada por Ulisses Júnior, casou bem com o espírito de Natal que tomou conta do Instituto Ingo Hoffmann nesta quinta.

"Hoje foi um dia muito especial. Quando falamos de Natal, estamos sempre pensando em esperança, em maneiras de melhorar o mundo. E o espetáculo que apresentei fala um pouco sobre isso, sobre onde encontrar a paz", destacou Ulisses Júnior. "E aqui no Instituto, que é um lugar tão delicado, tão sensível, onde as pessoas estão lutando pela vida, pela saúde, o nosso objetivo é dar forças a elas para que conquistem essa saúde e saiam daqui saudáveis e felizes. Eu acho o Instituto um lugar maravilhoso, de fato tem resultados. Se eu puder, venho trabalhar aqui todos os dias. É um lugar com o qual eu me sinto muito grato de poder contribuir."

Clima de Natal no Instituto Ingo Hoffmann

As últimas apresentações culturais de 2020 no Instituto Ingo Hoffmann trouxeram um clima de alegria para as famílias, num ano marcado pela pandemia de Covid-19. A noite terminou com muitas risadas e mensagens de esperança. O espetáculo Em Busca da Paz ainda introduziu um personagem-surpresa, o Papai Noel, para simbolizar o Natal.

Um dos mais animados era Arivan dos Santos, pai de Edvan. "Hoje foi maravilhoso, o evento animou as crianças, com a alegria do Natal. Uma coisa boa, foi perfeito, todos ficaram muito felizes", celebrou.

Para Keila Carneiro Buarque, de Dueré, no Tocantins, a noite ainda ganhou um tom de agradecimento. Ela retornou nesta quinta-feira (10) à instituição de Campinas para fazer exames de acompanhamento da filha, Maria Vitória, considerada curada de sua leucemia.

"Iniciamos o tratamento da Maria no Hospital Boldrini em 2018, e ficamos aqui no Instituto Ingo Hoffmann por um ano e oito meses, até que tivemos a nossa bênção de poder ir pra casa. Voltamos hoje apenas para fazer um acompanhamento no Boldrini. E continuamos a ser muito bem recebidos no Instituto Ingo Hoffmann. Só tenho a agradecer a toda a equipe. Se eu consegui a vitória, tem um pouco de cada um, e muito do Instituto, que me acolheu com meu marido e minha filha, pra gente ter paz e ter força pra enfrentar o tratamento de Maria", disse Keila.

Cultura para enfrentar a pandemia

Após meses de isolamento completo imposto pela pandemia de Covid-19, as oficinas de música, literatura e artes foram retomadas em outubro, com todas as medidas de segurança exigidas pelos órgãos de saúde responsáveis. Já os espetáculos voltaram a alegrar o público na instituição de Campinas em novembro, com agenda cheia. E também seguiram medidas especiais, como a utilização de máscaras e álcool em gel e a instalação de uma divisória de acrílico no palco da área externa.

"Foi um ano difícil, pela pandemia e por todas as adversidades que ela trouxe. Mas a gente conseguiu implementar protocolos sanitários, de saúde, que nos permitiram executar o projeto", destacou Rafael Cabello, coordenador das atividades culturais no Instituto Ingo Hoffmann. "E hoje a gente teve o encerramento das atividades culturais. Trouxemos dois espetáculos do projeto Famílias do Instituto em Ação Cultura, que abrilhantaram demais esta noite. As famílias participaram demais, foi um evento maravilhoso, com muita alegria, muita saúde."

A viabilidade do projeto de cultura, denominado Calendário de Atividades Socioculturais - Plano Anual | Ano 2, se dá através da Lei de Incentivo a Cultura, programa de incentivo do Ministério da Cidadania e tem como patrocinadores: DHL, ABL Antibióticos do Brasil, Sodexo, Banco Safra, Usina São Domingos, Besins Healthcare, Alibra e 2º Tabelião de Protesto de Campinas, com elaboração, capitação e execução da Behind Esporte e Cultura.

O Instituto

O Instituto Ingo Hoffmann é uma entidade beneficente e sem fins lucrativos fundado em 31/08/2005, tendo como missão inicial proporcionar maior oportunidade de cura para crianças em tratamento de câncer, através de uma parceria com o Centro Infantil Boldrini no projeto denominado Casa de Apoio à Criança e à Família. Trata-se de um modelo de moradia temporária.

No total são 30 chalés, divididos em 10 vilas, construídos em um terreno com mais de 6.000 metros quadrados, localizado ao lado do edifício da Radioterapia do hospital. Além das acomodações, o local possui brinquedoteca, biblioteca, academia interna e externa, refeitório e lavanderia.

O objetivo da Casa da Criança e da Família é abrigar crianças em tratamento intensivo de câncer e seus acompanhantes, vindos de diversas regiões do Brasil e da América Latina para fazer tratamento no Centro Infantil Boldrini, e que não têm condições de serem mantidas por suas famílias fora de suas casas.

Mais informações em: http://www.ingohoffmann.org.br

————

Entre em contato com a equipe On Board Sports:

🏊‍♀ Juliana Leite

📧 juliana@onboardsports.net | redacao@onboardsports.net

📱+55 11 99119-8185

🔛 www.onboardsports.net

 

 

 

Leia também...
22.12.2020

Famílias do Instituto em Ação Cultura encerrou 2020 como ferramenta fundamental para lidar com o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19

08.12.2020

Espetáculos de música e teatro encerram atividades do projeto Famílias do Instituto em Ação Cultura, nesta quinta-feira (10)

04.12.2020

Duo Pedro Gava e Alê Giaimo apresentaram um repertório cheio de músicas animadas de várias regiões do Brasil, nesta quinta-feira (3) em Campinas

01.12.2020

Duo Pedro Gava e Alê Giaimo se apresentam para famílias abrigadas no Instituto Ingo Hoffmann nesta quinta-feira (3)